Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Quando a bola não rola, o tempo para falar besteira é maior

 

Esta é uma seção interessante que me proponho a apresentar. Ao pesquisar a imprensa esportiva das primeiras décadas do século XX, cedo reparei que os dias em que eu conseguia as informações mais relevantes eram justamente aqueles em que não havia jogo ou que não eram os dias imediatamente a seguir aos jogos.

Pois bem, hoje é sexta-feira e, apesar dos noticiários esportivos se dedicarem a analisar os jogos da rodada do final de semana, sobra tempo para as abobrinhas. Hoje, prestei atenção no programa Redação Sportv. Abdré Risek, um gambá quase assumido, abordava um problema em relação às datas de jogos da Copa do Brasil e da Libertadores.

O caso é o seguinte: ontem o jogo entre Ponte Preta e São Paulo foi adiado por conta da chuva. A partida foi então adiada para o dia 9 de maio. O detalhe é que dia 9 de maio já jogam, na capital paulista, o Palmeiras contra o Paraná, pela Copa do Brasil, e o small team contra o Emelec, pela Libertadores.

A diretoria do Palmeiras vinha trabalhando junto à CBF para mudar o jogo para dia 10 de maio, prevendo que muita confusão poderia acontecer com as duas torcidas de maior rivalidade da cidade transitado pelo transporte público na mesma hora.

Pois bem, André Rizek e sua turma do Sportv ignoraram o Palmeiras. Quando saiu a nota que a CBF mudou a data do jogo do São Paulo para 10 de maio, todos celebraram e levantaram que seria absurdo São Paulo e small team jogarem no mesmo horário na cidade. Portanto, o problema estaria resolvido. Mas, peraí! E o Palmeiras? Será que os brilhantes repórteres esqueceram que há poucos dias dois palmeirenses foram assassinados por torcedores do small? Será que não sabem que as torcidas estão em pé de guerra e existem juras de vingança pelas mortes dos palmeirenses? E como fica nossa torcida? Vamos jogar em Barueri às 22h e depois voltar para a capital e encontrar um monte de gambá, que, se tudo der certo, estarão de cabeça inchada por terem sido eliminados por uma equipe equatoriana?

Mas o mais importante: porque André Rizek e seu parceiro, um dos mais chatos da televisão brasileira, e um dos mais anti-palmeirenses que existem, Ledio Carmona, sequer citaram a situação do Palmeiras e os perigos de se marcar os jogos dos dois clubes para a mesma cidade e no mesmo horário? Se não sabiam da informação, são péssimos profissionais. Se ignoram porque não gostam do Palmeiras, também.

Como o Conrado Cacace bem apontou no comentário do último post, não podemos deixar de ver a imprensinha, se não “eles deitam em ciam da gente”. Mas que assistir a esses caras dá raiva, isso dá. Eles prestam um desserviço com esse tipo de postura. No entanto, só podemos nos aperceber dessa postura acompanhando esses caras. Cada vez com mais vontade de vomitar.

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em abril 27, 2012 por em Quando a bola não rola.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: