Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Pós-jogo da Arquibancada: Palmeiras 3×0 Náutico

Por Marcelo Ricci

Primeiramente peço desculpas pelo atraso do pós-jogo, palestrinos. Tive que fazer um relatório do trampo logo que cheguei em casa após o jogo. Na verdade, nem tinha tempo de ir ao jogo, mas pro Palmeiras a gente sempre dá um jeito.

Tá ficando recorrente na mídia palestrina e nos blogs de palmeirenses os incansáveis posts sobre o buraco de Barueri. E não tem como fugir disso. Cada torcedor que vai ao jogo do Palmeiras na Arena, sabe das inúmeras dificuldades que passa. A infraestrutura externa é adequada: uma grande área na frente do estádio para o trânsito dos torcedores, barraquinhas na rua da entrada (sim, elas voltaram!). Contudo, a organização externa é pífia perto do que o Palmeiras é e representa. Estava na arquibancada atrás do gol e um torcedor que estava ao meu lado esperava seu amigo chegar à cancha. Já tava 2×0. Provavelmente ele estava em Barueri desde às 15h20. Quem se aventurou na fila de ingresso a partir desse horário, certamente perdeu uma parte do jogo.

Eu disse no post do pré-jogo que o público seria semelhante àquele citado. Bingo! Não só semelhante como inferior: 7.407 pagantes num domingo de sol, temperatura agradabilíssima, um adversário fraco que a vitória era quase certa. Comentávamos isso na arquibancada: num dia como esse, no Palestra, seria casa cheia, família presente e a arquibancada fazendo festa. Se naquele 4×1 contra o Náutico em 2009, com uma chuva ininterrupta, frio e sem o “scudetto” no peito levamos 7.800… E ainda dizem que a magia do Pacaembu não nos favorece. Puta que pariu!

Quanto ao “scudetto” no peito, falado diversas vezes no Arquibancada Palestrina, percebi isso ontem: o patch não favorece apenas os jogadores, mas os torcedores se instigam a ir ao estádio e levar a sua família dizendo: “vamos ver o Palmeiras campeão.”

“Era tudo que eu queria, só alegria, é dia de futebol”. Aos que entravam na Arena, o sorriso no rosto era nítido. Digo isso aos que dividem o setor mais barato do estádio comigo. Do restante, não posso falar. A festa, mesmo que tímida estava anunciada, como todo jogo do Verdão. Bastava a cereja do bolo: Gol do Obina! Impedido. Ninguém queria acreditar, mas ele tava impedido pra caralho.

Palmeiras fazia linha de passe com a zaga. Sabia girar a bola pela zaga, passando por L. Amaro, o gigante Wellington (que merece destaque) e os laterais que jogaram muito bem. Numa dessa, Henrique subiu um pouco mais, trocou passe com o João Vitor e Mazinho. Só valia 1 toque na bola. Obina pediu na primeira, João Vitor não deu. Pediu na segunda: caixa! Palmerias 1×0. E ninguém segurava o grito de que o “Obina é melhor que…”. A união do grupo é nítida, os jogadores saíram de onde estavam pra ir lá abraçar o novato no grupo: Barack

Depois de uma zica de escanteios que não saia nunca, tínhamos um gigante nas metas. Vem crescendo a cada jogo e mostrando que merece vestir a camisa e ser titular do Palestra: Bruno. Antes disso ainda, Cicinho fez uma falta e tomou o terceiro cartão amarelo e não encara o Bahia, quinta-feira, no Buraco Barueri.

Cicinho, que deu o passe para Obina, que tinha certeza que tava impedido e quase não foi pra bola. Como ele tava de frente para o bandeira e ele não ergueu, pegou a bola, olhou uma, duas vezes pra área e deu na medida. Mazinho! Palmeiras 2×0. Será que tem como o Obina ensinar os alas e os laterais a cruzarem assim?

Pouco depois, Valdivia perdeu a bola e a roubou do atacante Araújo, que estava na zaga tentando ajudar o time. Foi fominha, mas quase fez um golaço no Felipe Mão de Alface. Logo depois desse lance, Lúcio chegou no Araújo e o empurrou dizendo: “Mano, você não sabe marcar, fica lá na frente!”

Segundo tempo. O armador do Náutico, Lúcio, o pior lateral do mundo, ficou no vestiário. Já tava amarelado. A goleada tava anunciada, era só querer. Massaraújo rouba a bola no meio do campo, parte em velocidade e como sempre, não sabe o que faz com a bola. Imaginávamos que ele ia fazer como fez no primeiro tempo e deu um belo passe pra placa de publicidade atrás do gol. Mas dessa vez tocou pro Obina, que foi fominha, mas fez o certo e a bola vai à trave. Atenção: essa bola podia voltar pra qualquer jogador do Palmeiras, até mesmo pro Felipão, MENOS pro Caramujo. Gol, Palmeiras 3×0. O jeito é dar risada, porque se tem um cara que tem sorte, esse cara é o Gente Boa.

Nesse momento dizíamos: “porra, agora cabe mais uns 3. Tem jogo ainda!”. Depois disso, o Palmeiras só trocou passe, não tomou susto e nem assustou. Barril de Carvalho entrou no lugar do cansado Valdivia. Cicinho deu lugar ao Artur, que deu conta do recado. E Obina, ovacionado, saiu para a entrada do mítico Betinho, o homem de um gol. O do título. (Vou ter que falar isso toda vez que falar o nome dele. Não tem o que dizer, porra!)

Palmeiras 3×0. Com Obina sendo o nome do jogo. Vamos voltar pra casa agora: Não tão cedo. De carona, saindo de Barueri, meu amigo que dirigia o carro diz: “é a terceira vez que eu venho pra Arena e é o terceiro caminho diferente que a polícia me indica fazer pra pegar a Castelo”. Lamentável! 7 mil pagantes e o trânsito era inacreditável. Os caras devem ter enfiado o planejamento de engenharia de tráfego no cu!

______

“Valdivia muda o discurso e pode sair do Palmeiras.” Ápaputaquepariu!

“Deola de saída para o Vitória” Empréstimo. Tão dizendo por aí que o Raphael Alemão é muito melhor que ele. Tem que colocar pra jogar!

Felipe vendido para o Atlético PR. Contrato por 4 anos com o time paranaense.

WELLINGTON: Um mito. Não perdeu uma ontem! E vibrava como se fosse uma final a cada bola disputada. Esperávamos que ele fosse como um Gualberto da vida, mas não. Veio pra representar! Forza garoto.

Ainda em Barueri ouvi o seguinte: “Barcos que se cuide!” Será?

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em julho 24, 2012 por em Pós-Jogo.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: