Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Algo tem que ser feito!


@ArqPalestrina

O lamentável público de 3,833 torcedores na Arena Barueri, nesta quarta-feira, contra o Botafogo, despertou a indignação de muitos torcedores do Palmeiras. Antes do jogo, quem foi ao estádio tinha a sensação de que estava prestes a ver um evento (pequeno), de qualquer coisa, menos de um jogo de futebol. Estréia do atual campeão da Copa do Brasil no segundo maior torneio de futebol da América do Sul. Se você não foi, veja aqui a deprimente cena.
Quem entrou no estádio viu, dentro das quatro linhas, um jogo razoável, duas belas defesas do goleiro Bruno e dois lindos gols de um ótimo centro-avante. Viu um time do Palmeiras com uma certa dose de sorte, mas competente para fazer o resultado dentro de casa.
Mas viu também, nas arquibancadas vazias, a destruição do que poderia ter sido um verdadeiro espetáculo. Imaginem se o estádio estivesse lotado, como seria ainda maior e mais festiva a bolada na cabeça do merda do bandeirinha! Imaginem como o estádio explodiria com os dois golaços do Bracos e como, aos urros de “Pirata! Pirata!” celebraríamos sua belíssima atuação, com direito a carrinho na lateral e tudo mais.


Hoje, o Estadão, abordou o problema do péssimo público que se apresenta aos jogos do Palmeiras em Barueri. Frizzo, deu duas declarações que, a meu ver, são as mais perigosas.

1. “Já que temos de buscar arenas para jogar enquanto esperamos a nossa ficar pronta, por que não atuar em uma que os atletas gostam? Podemos dizer que Barueri virou a ‘nossa arena'”.
Bom, antes de tudo: “Nossa arena” é o cacete! Agora, ao perguntar: “por que não atuar em uma que os atletas gostam?”, Frizzo joga uma parte da bomba para os atletas. Duvido que os atletas prefiram jogar em Barueri, para 3 mil pessoas.
Acredito que nós, torcedores, temos aqui um trunfo. Volto a ele mais tarde.
2. “Realmente, em jogos à noite os torcedores são sacrificados, mas estamos estudando uma forma de melhorar isso”. Frizzo, você declarou, publicamente, em um dos maiores jornais deste país, que sua decisão, tomada em conjunto com o presidente Arnaldo Tirone, sacrificam o maior bem da Sociedade Esportiva Palmeiras: o seu torcedor. Ao sacrificar seu torcedor, Frizzo, você deixa com que o Palmeiras apareça entra as 4 piores médias de público deste Brasileiro. Você expõe a imagem do nosso clube negativamente. Mais importante: você põe de lado aqueles que amam o Palmeiras, aqueles que fazem nossos jogadores correrem mais.

Frizzo, quando os jogadores fazem um gol pelo Palmeiras não correm para você. Correm para nós! Quando eles levantam uma taça, Frizzo, não levantam para você. Eles correm para trazê-la para nós, Frizzo.


Palmeirenses, nós somos um blog pequeno. Nós não temos centenas de acessos por dia. Mas nós vamos tentar fazer alguma coisa.
Precisamos demonstrar este descontentamento com algum tipo de ação e entregar para um dos jogadores do elenco. Uma ideia inicial seria fazer um abaixo assinado, precedido de uma carta relatando os motivos que levam os torcedores a pedirem a mudança dos jogos de Barueri para a Capital. A ideia do abaixo-assinado é que podemos fazer uma versão on-line e usaríamos as diversas ferramentas da internet para divulgar e obter o maior número possível de assinaturas. Eu acredito no poder da Mídia Palestrina e na possibilidade de conseguirmos um bom número de assinaturas. Os argumentos podem estar fundamentados em dois pontos centrais: as dificuldades de voltar para a Capital de transporte público em jogos às 21h50 no meio de semana e os vergonhosos públicos dos jogos neste estádio, mesmo após a conquista da Copa do Brasil.


Acreditamos que esse documento deve ser entregue ao capitão do time. Mas acredito que temos um trunfo importante neste processo: Hernan Barcos. O Pirata joga para a torcida, já declarou que adora Copa Sul-Americana, já foi vice com a LDU e deve adorar jogar para estádio cheio. E mais, está engasgado por não ter jogado as finais da Copa do Brasil. E Frizzo disse que os jogadores preferem Barueri.
Estamos abertos a ideias e vamos pedir a ajuda de todos. Acredito que até o Canindé possa ser uma opção.
Vamos acreditar na força que podemos ter para tentar mudar o local desses jogos. Não é possível que vamos assistir parados. Talvez o abaixo assinado não mude nada. Talvez tenhamos que adotar medidas mais drásticas, como colocado na matéria, do torcedor e advogado Marcelo Damianovich. Ele e outros torcedores, sócios do programa Avanti, planejam entrar com uma ação na Justiça contra o clube. É um caminho a ser seguido, no entanto, quem não é sócio do Avanti acaba não tendo a mesma possibilidade.
Agora, que uma coisa fique clara. Na matéria do Estadão, o repórter XX finaliza o texto com a seguinte frase:
“Entretanto, nos bastidores comenta-se a possibilidade de o jogo contra o Flamengo, no próximo dia 15, passar para o Pacaembu por uma questão de segurança. As duas torcidas são grandes rivais e constantemente se confrontam quando as equipes se enfrentam”.
Se o jogo mudar para o Pacaembu, nós, torcedores Palmeirenses, precisamos dar uma prova inequívoca de que não queremos mais Barueri, e precisamos colocar mais de 20 mil torcedores no estádio. Jogo é quarta-feira à noite, 21h50. Mas neste ano, o Palmeiras levou 19.437 torcedores ao Pacaembu, num jogo contra o São Caetano, domingo à tarde, pela 12ª rodada do Paulistão.
Nos próximos dias vamos tentar elaborar o texto do abaixo-assinado. Entrem em contato com a gente através do Twitter (@ArqPalestrina), pelo Facebook ou pelo blog mesmo para dar ideias, sugestões, apoio, ajudar a divulgar. Contamos com toda a Família Palestrina. Em peso!

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em agosto 3, 2012 por em Quando a bola não rola.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: