Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Adeus, Barueri!

Por João Malaia e Marcelo Ricci (@ArqPalestrina)

Ontem, antes de sairmos para o estádio, um pouco de alegria foi adicionada à nossa viagem. Soubemos que a próxima partida com mando do Palmeiras, contra o Santos, será no Pacaembu e não mais em Barueri.

Um vitória da torcida Palmeirense que merecerá um post à parte, abordando a força da comunidade Palmeirense na internet, pressionando e mostrando seu descontentamento através de blogs, sites e redes sociais. Vamos falar do que foi feito e do que poderia ter sido feito para que aumentássemos o poder de pressão em assuntos vitais que tocam os interesses dos torcedores Palmeirenses.

O post do jogo de ontem sai em tom de despedida, de adeus Barueri.

Ontem, o estádio tinha 7.500 pagantes, mais do que a média dos jogos nesse horário das 21h50. Destes, impressionantes 2.532 eram flamenguistas na arquibancada dos visitantes, responsáveis diretos pelo aumento no número de pagantes. Ou seja, havia cerca de 5 mil Palmeirenses, apenas, no estádio. Um terço dos presentes era torcedor do time carioca.

Mesmo assim, como afirmou o blog Forza Palestra, foi o pior público de um Palmeiras e Flamengo, em São Paulo, desde o Rio-SP de 2001. Aliás, acho que teremos um dos piores campeonatos em termos de média de público da história dos Brasileiros. Para vocês terem uma ideia da tristeza, tinha mais flamenguista em Barueri que botafoguense no Engenhão.

O Botafogo, ontem, teve um público pagante de 2.456 . E olha que os caras tem o Seedorf…

Na série B há verdadeiros absurdos. Nesta última rodada, o Barueri (clube) mandou seu jogo no estádio (maldito) da cidade, contra o Goiás. Se aquela merda não enche com o Palmeiras, imagina com o Barueri! Pessoal, o borderô da CBF mostra uma situação deprimente: 805 ingressos comercializados. No entanto, a situação é pior do que se pensa.  Desses ingressos, 364 foram ingressos de tribunas e camarotes comercializados a R$1,00!! Na verdade, só 441 pagaram ingressos entre R$5,00 e R$10,00. Renda do jogo: R$2.689,00. Prejuízo de quase R$18 mil.

Depois de constatar o quadro deprimente de público no Brasileiro, vamos ao jogo de ontem.

O Palmeiras ontem fez mais uma excelente partida. O começo do jogo foi bastante nervoso. Muitas faltas e vários cartões amarelos distribuídos. O Palmeiras veio diferente e Valdívia era o principal responsável. Sempre que a bola chegava aos seus pés, a movimentação dos jogadores do Palmeiras era diferente, vários jogadores buscavam os espaços esperando um toque rápido do chileno e isso deixava os marcadores adversários bastante confusos.

Nós estamos com uma espinha dorsal que é capaz de nos tornar um time para disputar caneco com qualquer um. Ontem, a espinha dorsal funcionou como nunca.

Começamos com Bruno, um goleiro que cada vez passa mais confiança. Faz excelentes defesas e toma poucos gols, passando confiança para a zaga.

O miolo da zaga do Palmeiras está muito bem. Ontem, Love vagabundo praticamente não teve chances de jogar. E quando não dava para tomar a bola, o chutão para longe foi o recurso, por sinal, muito bem executado.

Elemento-chave dessa formação é um atleta que vem se revelando um jogadoraço: Henrique. Como está jogando esse rapaz. É uma pena que levou o 3° amarelo e está fora da próxima partida.

Barcos é um monstro. Recebia várias bolas, protegia, tocava, entrava na área e sempre tinha um zagueiro na cola.

Bruno; Maurício Ramos, Thiago Heleno; Henrique, Valdívia e Barcos.

Mais um destaque do time: muito toque de bola. Está certo que o time do Flamengo estava sem Ibson desde o 1° tempo, mas nós tocamos a bola de um lado para o outro, principalmente no segundo tempo e quase não éramos agredidos pelo time carioca. Metemos a bota neles, jogamos firmes, fizemos 28 faltas, contra 15 deles. Oito de nossos jogadores levaram amarelo, mas nenhum foi expulso. Eles tiveram 1 expulso ainda no 1° tempo.

Nosso gol foi uma explosão. Parecia que a torcida estava com aquela merda de time entalada na garganta. Problemas que remontam ao meio do ano passado, quando a vadia que dirige o clube tentou, na surdina e na safadeza, roubar o cara que então envergava a camisa 30 do Palestra. Continua engasgada com o atacante de trancinhas, vagabundo, baladeiro que nos largou na mão.

E foi Barcos que guardou mais um. Passe de Patrick e chute de Artur. Não, não era sonho. Felipe Gambá rebate e Barcos, EM POSIÇÃO LEGAL, cutuca seu 20° gol na temporada. Vagabundo, baladeiro de trancinhas, chupa, temos o melhor centro-avante da América: El Pirata. Chupa.

Jogamos melhor, perdemos chances claríssimas para aumentar a diferença no marcador (não é, senhor Fernandinho?), mas nos impusemos. O time carioca não nos importunou. Jogando assim, em poucas rodadas estamos rondando a décima colocação.

Apenas gostaria de apontar um aspecto negativo. O Valdívia jogou bem, foi lá desabafou no final, beleza. Mas ele reclama muito dos companheiros durante o jogo. Todos os lances ele abre os braços, gesticula com os caras, mesmo se o erro foi dele. Não é legal.

Aqui a imagem da última falta do jogo. O Palmeiras bateu e o árbitro apitou o fim do jogo.

Aí foi correria para a estação Jardim Belval. Nos despedimos de Barueri com uma vitória. Saímos do Z-4, mas precisamos de uma vitória contra o CAG para pegarmos o Botafogo com força máxima e tranquilo na Sul-Americana. Não estamos no lugar da tabela que deveríamos estar.

Ao menos estamos voltando para a Capital. Ontem ao sairmos do estádio às pressas para não perdermos o trem, não resistimos e filmamos alguns aspectos da saída do estádio. Vocês podem ver a galera correndo, com medo de não alcançar o transporte a tempo. Vendedor de chapéu, bandeira, etc. Tio, depois do jogo num dá tempo…

Na volta para São Paulo, a estação tinha mais Palmeirense. Não era a clima de deprê do jogo contra o Botafogo.

Dentro do trem, os Palmeirenses eram a maioria e ocupavam vários carros. Passava da meia-noite, apesar do relógio atrasado do trem. E assim nos despedíamos de Barueri. Dia 15/8. Data para lembrar. Para lembrar de esquecer Barueri. Lembremos apenas da Copa do Brasil.

… tchau!

 

Anúncios

Um comentário em “Adeus, Barueri!

  1. Alysson Souza
    agosto 21, 2012

    Nossa, adorei o post!
    Estou interessado em saber mais, logo me tornarei um leitor assíduo.
    Também gostaria de que você visitasse e seguisse o meu blog, para que eu pudesse lhe seguir de volta! http://taimelaine.wordpress.com/
    Bom trabalho!

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em agosto 16, 2012 por em Pós-Jogo.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: