Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Gilson Kleyna: Nunca desprezem a gordinha simpática do canto da sala

Por João Malaia (@ArqPalestrina)

Semana sem Palmeiras, para mim, não é semana. Chegar na quarta, ou quinta, sem perspectiva de ver o Palmeiras é igualar esses dias a segunda-feira.

No nosso caso, foi muito bom. Deu tempo para a incompetente e morfética diretoria passar o pires na porta de todos os técnicos disponíveis e não disponíveis do país para receber o sim, com muitos custos, daquela mina lá do canto da sala que ninguém dá nada por ela, mas que parece ser honesta e com vontade de trepar pra caralho.

Técnico de futebol é um pouco que nem namoro. Quando a gente tá na escola, na faculdade, ficamos vidrados nas gatas, nas minas mais lindas e mais gostosas. O fato é que todos estão atrás delas e por isso, as mesmas não precisam fazer esforço para serem legais, simpáticas, inteligentes e divertidas. Elas sabem que são gostosas e bonitas e que na hora do imaginário, homem pensa em mulher assim. Se um dia você tem a sorte de ter uma dessas, na maioria das vezes é dor de cabeça: toco, traição, nóia, ciúmes, encheção de saco, limitação nas conversas, sexo excelente mas sem a pegada do Tsunami, entre outras questões.

Já as meninas que não são as mais lindas e gostosas da escola, da faculdade e do trabalho, sabem que tem que ter outros méritos. Aí o esforço para ser legal, para falar com todo mundo de maneira agradável, de se esforçarem para ler um livro, ver um bom filme e ter algo interessante para falar e de buscarem o bom trato, a simpatia, a energia positiva para atrair um cara legal. Cientes de suas “limitações físicas” abrem espaço para outras potencialidades que, convenhamos, a longo prazo são as que realmente interessam.

Na cabeça do torcedor, e acredito que de muito jogador, quando se pensa em um técnico para o time, logo se pensa numa “gostosa” e aí aparecem os nomes de Felipão, Muricy, Luxa, Abelão, Mano, Dunga, Parreira, Autuori e até Leão. Lá estão todos na masturbação, com um puta técnico, equipes velozes e poderosas taticamente, canecos e mais canecos…ejaculação total. Ninguém pensa nas dores de cabeça.

Ninguém pensa naquela guerreirinha que está ali no canto da sala. Que já piscou o olho para você várias vezes, que troca ideia contigo durante o intervalo, que sorri. Que sorri.

Pior, dois ou três amigos teus já comeram. E falaram que foi sensacional, tipo Tsunami mesmo. Mas você acabou de terminar com a gostosa e fica pensando como os outros vão encaram essa sua “descida de nível”.

E aí você arrisca. Vai nela que, simpática, te recebe. Termina o namoro dela e te tá um beijo. E que beijo. Diz para você que não sabe quanto tempo vai durar o relacionamento, se vai durar um dia, um ano, mas jura que vai dar a vida por você enquanto vocês estiverem juntos.

Ao invés de te criticar, te incentiva, te elogia, te passa confiança. E você, que andava cabisbaixo, com problemas no trabalho, passa a acordar um pouco mais leve, mais feliz, depois de uma noite dormida com mais esperanças, sempre antecedida pelo sexo Tsunami que teus amigos já tinham comentado.

E quem sabe não era exatamente isso que precisávamos? Quem sabe a gordinha não dá uma emagrecida, não passa a se valorizar mais, coloca uma roupa bonita, uma maquiagem e vira uma baita gostosa, simpática, inteligente… e sua?

———–

PS: hoje não estaremos em Floripa. Viagem caríssima. Mesmo com promoções da webjet até ontem, com a ida a 79,00, voltar de avião só domingo e a passagem mais barata estava na casa dos 300,00.

Por isso, temos a volta do Twittadas Palestrinas. Quem conhece adora e já recebemos vários elogios da galera, enaltecendo a sacada da ideia.

Não sei se o cara leu o Twittadas, ou se é comum esse tipo de post em blogs, ou ainda se o cara teve a ideia sozinho, como nós. Mas o tal de Gian Oddi, da ESPN Brasil, fez uma seção idêntica para o jogo Brasil e Argentina desta semana.

PS2: Gostaria de agradecer, em meu nome e do Marcelo, a menção do Fabio Tatu ao nosso blog no texto de despedida dele do blog do GE. Quando comecei esta brincadeira, pensei apenas em exteriorizar o que sentia pelo Palmeiras, já que não posso fazer isso em textos acadêmicos (pelo menos não deste modo). O Marcelo entrou e deu um gás no blog. Passamos a escrever com mais frequência e a divulgar nossas ideias, sempre pautados no torcedor, sempre voltados para o torcedor. Nunca imaginamos que um dia seríamos citados dentro de um conjunto de pessoas que reconhecemos de alto valor para a torcida Palmeirense. Pessoas como o Fabio Tatu.

Valeu, Fabio. Aqui é Palestra! Estamos juntos!

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às setembro 22, 2012 por em Tensão Pré-jogo e marcado , , , .

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: