Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Futebol fraco para público pequeno

Por João Malaia (@ArqPalestrina)

Pois é, quase fechamos a quina. Depois de vitórias do nosso clube desde 4ª feira, em três modalidades diferentes, ontem, foi dia de passar um pouco mais de raiva com nosso time de futebol. No entanto, ponderemos. O time está muito desfalcado e isso prejudica qualquer análise mais técnica.

O jogo foi fraco, ruim mesmo. O time do Santos também estava muito desfalcado, sem suas melhores peças, e foi uma sombra do time que conhecemos. Mesmo assim, nós Palmeirenses podemos tirar algumas boas conclusões. Prass, como eu já sabia, é um grande goleiro e estamos muito mais bem servidos do que com a goleirada que passou desde a saída do Marcão. André Luiz é um baita de um zagueiro. Fará dupla firme com Henrique. Homem de confiança e com muita, mas muita calma. Vinícius não dá.

Mas como aqui é um lugar que se discute arquibancada, vamos ao assunto. O público, mais uma vez, foi pífio. Pouco menos de 12 mil pagantes em um clássico, domingo à tarde. Que fatores podem ter afetado negativamente a presença de público no estádio? Preço do ingresso? Localização do estádio? Clima? Outras opções de entretenimento na cidade? Notícias de violência das torcidas organizadas próximo da data do jogo? Performance esportiva dos clubes em questão? Interesse da partida em termos de decisão esportiva? Qualidade do elenco de jogadores envolvidos no espetáculo?

Vejam que muitos fatores podem ser considerados e que alguns deles, combinados, devem dar uma explicação mais ampla desse fenômeno. E perceba também, que como o consumo é uma atividade social, humana e individual, cada um vai escolher um, dois, três, quatro fatores para querer explicar o fenômeno. Uns podem atribuir peso ao fato de o preço ser alto e de notícias de violência influenciarem no público. Outros vão achar que o preço não influencia, mas sim o fato de o jogo não apresentar os principais craques, ser em fase que não vale muito e ter possibilidade de chover. Outros vão dizer que tinham outras opções de lazer e os clubes não estavam muito bem nos campeonatos. Ou seja, as explicações serão as mais variadas.

No entanto, o intuito de trazer isso para o torcedor de arquibancada que nos lê é um só: fazer o mesmo refletir sobre qual é o seu papel nesse processo. Neste caso, o papel de consumidor. Se poucas pessoas consumirem os espetáculos de futebol organizados pelo Palmeiras, pouco dinheiro vai entrar nos cofres do clube e teremos mais dificuldade em ajudar o clube a se reerguer. Não estamos pedindo para ninguém ir ao estádio. Mas estamos chamando você a refletir.

Eu e o Marcelo Ricci, acreditamos que nosso objetivo aqui, com textos sobre esse tema da queda de público que acompanha o Palmeiras, é mesmo o de chamar para a reflexão. Eu sou historiador, Marcelo está se formando em um. Acreditamos que estamos aqui a serviço da história. E queremos que você saiba disso, que você está aqui a serviço da história também. E que podemos influenciar diretamente na vida do Palmeiras.

Me chamem de sonhador. Não decidi ser professor e historiador por outro motivo. Me chamem de maluco, e aceito o elogio e convido você a compartilhar a bancada pelo Palmeiras comigo, ao lado de outros tantos.

Eu não ligo. Eu ligo para a arquibancada do Palmeiras. Eu ligo para os tantos companheiros de arquibancada que nos seguem e que estão embarcando com a gente neste sonho, tão materializado, por exemplo, nessa linda campanha que nosso basquete está fazendo, abraçado com nossa torcida.

Não pedimos para você ir ao estádio. Mas estamos, sim, tentando conscientizar o torcedor do Palmeiras de seu papel como agente histórico do processo de manutenção do Palmeiras em um grande clube. 12 mil não é público para Palmeiras. E pode juntar todos os fatores acima. Continua não sendo.

Pense. Mas pense mesmo no que você pode fazer por um Palmeiras maior, mais bonito, mais forte. Isso se faz de muitas, mas muitas maneiras. Cada um encontra a sua. Eu, posso afirmar, acho lindo poder fazer o que acho que posso fazer. Acho lindo ser um sonhador. Como tantos outros Palmeirenses. E não recrimino quem não é.

________________________________

Quinta-feira, 20h, tem futsal no Palestra: Palmeiras x São José. Bora pro Palestra. É de graça.

Anúncios

Um comentário em “Futebol fraco para público pequeno

  1. Léo Souza
    março 25, 2013

    Cara, preço do ingresso porra nenhuma!! Falem aí do Avanti! $70 por mês e todos os jogos de graça, sem fila nenhuma pra comprar. Ou $20 por mês e todos os ingressos pagando meia. Não vale a pena?

    Antes do jogo contra o Sp. Cristal comprei os 3 jogos da Libertadores em menos de um minuto!

    Esses merdas acomodados estão fudendo o Palmeiras! Estamos com público de time pequeno…

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em março 25, 2013 por em Uncategorized.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: