Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

O caso das passagens aéreas: problema é muito mais fundo

Ontem, mais uma polêmica tomou conta das redes sociais e dos sites na internet. A confusão se deu por conta da diretoria do Palmeiras não conseguir passagens para sábado à noite, logo após o jogo contra o Santos, para todo o grupo ir ao México. Só conseguiram passagens para domingo à noite. A viagem dura 17 horas, o Palmeiras joga na terça. Chegaremos lá na véspera do jogo, estourados por uma viagem escrota de longa, para jogar a partida mais importante do ano até agora.

Ontem, fiquei puto com isso também. E tem um lado dessa história que gostaria de deixar claro. A diretoria do Palmeiras não conseguir passagens é um absurdo. Concordo. No entanto, hoje de manhã, com a cabeça mais fria, comecei a traçar um raciocínio que vou expôr aqui. Primeiro de tudo é que acho um absurdo não fretarem um voo para Tijuana. Mas como imagino que esteja faltando grana mesmo nos cofres do Palestra, entendo (não concordo) que queiram economizar 100, 200 mil reais. Se não estivéssemos pagando para vagabundos não jogarem…

Bom, dado isso (falta de dinheiro e atitude de não aumentar dívidas) como fato (hipótese para fazer o raciocínio), vejamos como as coisas se desenrolaram. E vejamos por que acredito piamente no processo de gambatização da sociedade brasileira. Basta comparar a situação dos dois times.

Primeiro: porque os gambás jogam sempre às quartas-feiras na Libertadores? Por que o Palmeiras tem que fazer um jogo na terça-feira, no México? Não tem como antecipar datas que sirvam aos interesses da televisão e se acomodem minimamente às necessidades de deslocamento tão grande quando o jogo cai em uma terça. Mesmo que se conseguissem passagens para sábado à noite, o time sairia estourado da partida para uma viagem longa pra cacete. Chegaria lá no domingo, todos mortos. Teriam segunda para treinar (?) e jogariam na terça?

Falta de bom senso é o mínimo. Basta lembrar que o Tijuana fez todos os jogos em casa na primeira fase às quartas-feiras. Inclusive contra os gambás. Aí, podem me dizer: “Mas os gambás jogaram contra o Santos no domingo, dia 3/3 e na quarta, em Tijuana, dia 6/3”. Correto. No entanto, havia uma diferença, que nos leva ao segundo ponto. Os gambás sabiam que fariam esses jogos há meses. Por isso, tiveram tempo para planejar a viagem e comprar passagens para domingo à noite. Mesmo assim, tomaram sabugo.

Agora, o segundo ponto: porque cazzo a definição do horário das partidas do Paulista só saíram ontem à tarde? O que fazem as merdas dos dirigentes da FPF que não se reuniram com as partes no domingo, às 18 horas e para rapidamente, em situação de emergência, divulgar os horários de todos os jogos? Por que a reunião aconteceu apenas na segunda-feira? À tarde? Estão fazendo o quê, esses cagões? Andando de jet-ski? Fumando charuto cubano e bebendo Whisky 90 anos? De domingo à noite para o final de tarde de segunda-feira é óbvio que diminuem as chances de se comprar passagens para o México para um grupo de 30 pessoas.

E aí o que acontece, na hora que vão comprar as passagens, não tem mais. Óbvio. E aí entra a parte errada da nossa diretoria de não fretar um voo para Tijuana. Tudo bem, deve ser caro pra cacete. Mas é inadmissível o que está acontecendo com a gente.

Tudo e definido para os melhores horários ficarem, de cara, com os gambás, por conta do interesse da televisão. O resto fica com as sobras. Ninguém percebeu que nós iríamos nos foder jogando terça-feira em Tijuana? Não dava para ter alguém 24 horas por dia, como a merda da globo e dos gambás tem, para não deixarem marcar um jogo em Tijuana em uma terça-feira?

Tá foda, viu? Os jogadores se desdobram para jogar no ritmo da torcida, que se mata no estádio se esgoelando pelo clube. Os jogadores vão se machucando, não voltam das lesões com rapidez, não há peças para repôr. A televisão fode com nosso calendário e somos penalizados por caminhar bem nas duas competições. Tá foda.

Para piorar, isso não alivia a diretoria, que poderia ter feito acordos antes com a FPF para jogar, de qualquer maneira, no sábado, uma vez que o time estava classificado e faria jogo no México na terça. Isso faria com que a diretoria pudesse ter feito as reservas para o México com antecipação. Tá foda, mesmo.

Quem me conhece, sabe que isso não me desanima. Apenas fortalece a vontade insana de lutar contra essa máquina monopolista da mídia (o canal de televisão cancerígeno) e do futebol (os gambás). Vocês não vão nos vencer. Podem até minar nossa força nas competições. Mas na hora que a bancada começar a pulsar, vamos foder vocês de jeito. Por isso queríamos tanto os gambás agora. Não tinha viagem e não tinham como foder nossa vida com as datas. Pelo menos, não tanto.

Bora, Palmeirenses. Nossa vida e de nossos ancestrais foi sempre assim.

João (@ArqPalestrina)

 

Anúncios

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às abril 23, 2013 por em Quando a bola não rola e marcado , , , .

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: