Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

Precisamos de ações para nossas crianças. É urgente.

Por João Malaia (@ArqPalesrina)

sofrendo

Um domingo sem Palmeiras (é bom nos acostumarmos) é sempre um domingo chato. Mas o de ontem serviu para uma reflexão. E a reflexão veio após três momentos distintos e uma concepção de torcida que tenho e que sempre compartilho aqui.

A concepção é simples: temos que ter mais crianças torcendo para o Palmeiras. É na infância que se decide o time de futebol. A família é crucial nesse processo. Mas só a família não basta. A criança tem que ter vários elementos que criem identidade e um dos mais fortes é a obtenção de títulos pelo clube. Outro é a obtenção de ídolos. Outro é a vivência no estádio, ou no ginásio. Existem muitos outros. Quanto mais elementos desses a criança tiver, melhor para solidificar sua identidade e sua relação com o clube.

menino na bandeira

Vamos às três coisas que me levaram a refletir ainda mais sobre o tema e expor aqui um breve comentário. A primeira delas foi a coluna do Criscio, no 3VV. Uma crítica muito bem fundamentada e inteligente, que coloca uma dúvida sobre a austeridade na gestão atual do Palmeiras. A segunda foi a reportagem do Fantástico em que Neymar, ainda criança, se diz Palmeirense. O motivo? Pegou um Palmeiras sensacional, que ganhava tudo, que tinha grandes jogadores, como Rivaldo. A terceira, um tuíte que li após ter visto a matéria. Não foi um tuíte de um seguidor meu. Nem eu o sigo. Não sei quem é, mas o tuíte, que parou na minha TL através de um RT, foi muito inteligente:

Imagem1

 

Aqui reside um ponto crítico. Não tenho, nem nunca tive a intenção de fazer política através deste blog. A ideia aqui não é fazer o que alguns chamam de “oposição predatória”, termo que aliás acho muito tacanho. A ideia aqui é chamar para a reflexão e para que possamos pensar a curto, médio e longo prazo. Pensar juntos. O que faremos para que mais crianças possam ser Palmeirenses?

Segundo a atual gestão, não há dinheiro para a contratação de um bom time que ganhe títulos no futebol. Não colocarei isso em causa. Não há dinheiro para a contratação de nenhum ídolo e mal temos o suficiente para manter os jogadores com nível mais elevado, caso de Henrique. Também não colocarei isso em causa.

Se faltam ídolos, precisamos ser mais criativos

Se faltam ídolos, precisamos ser mais criativos

Então temos que criar outros elementos. Temos que ser criativos. E quando digo temos, é na primeira pessoa do plural mesmo.

Temos que atrair mais público para os estádios e direcionar ações para as crianças. Já existem ações, mas temos que divulgar mais. Temos que ter mais crianças entrando com o time. Quem é pai, mãe, tem que levar os meninos ao estádio e tem que chegar um pouco antes, para que elas entrem em campo. O site do clube tem que divulgar mais como isso acontece. Tem que ter um banner gigante incentivando isso. Os jogadores tem que ser treinados para serem uns amores com as crianças, mesmo com a tensão pré-jogo. Tem que pegar com carinho na mão da criança, tem que dar um abraço, tem que ficar em fila para as crianças passarem cumprimentando um a um. As crianças precisam se sentir prestigiadas.

Os jogadores tem que dar mais atenção para as crianças

Os jogadores tem que dar mais atenção para as crianças

Os ingressos já baixaram, excelente medida. Que façamos outras coisas que não custam absolutamente nada. O site está lá, o campo está lá, o serviço já existe e os profissionais que o fazem são muito atenciosos.

piriquito

Os jogadores já estão lá, só precisa falar com eles e organizar a ação com esse objetivo. Que um fotógrafo faça as fotos, imprima duas ou três e venda no intervalo e na saída do jogo, por um valor acessível a todos, com uma parte para ele, outra para o clube.

Se temos um time de futsal disputando os playoffs da Liga Paulista de Futsal, temos que aproveitar. Temos que divulgar. Não apenas colocar uma matéria no site. Temos que criar atrativos para o público. Não adianta só ser de graça. De graça o ginásio não está enchendo? Alguma coisa não está funcionando. Que tal fazer um sorteio no intervalo? Que tal divulgar no site e no twitter do clube que haverá sorteio de uma camisa oficial no intervalo, sei lá, com uma disputa de pênaltis entre 5 torcedores sorteados e o goleiro do sub-20? Que tal fazer um cartaz bonito e espalhar pelo clube, pelos bares em volta do clube, no estádio Novelli Junior, na sede das torcidas organizadas e em outros locais?

Quem não gosta de ver uma vibração assim pelo Palmeiras?

Quem não gosta de ver uma vibração assim pelo Palmeiras?

Com uma divulgação maior, teríamos mais gente no ginásio, o espetáculo fica mais bonito, os jogadores correm mais, a galera se anima mais, torce mais e é outra boa oportunidade para levarmos as crianças, para elas torcerem de perto, muito mais perto que no campo. Excelente oportunidade para bater um papo com os jogadores do time, tirar foto. Coisa que não acontece no campo.

Não podemos depender apenas da boa vontade da galera que curte o basquete e o futsal para a divulgação dos eventos através de blogs e das redes sociais. O Palmeiras tem que entrar de cabeça em seus projetos. E precisa de estratégias para ganhar as crianças.

No basquete foi dado um grande passo. Muita coisa bacana vem por aí, com a chegada do Paulista e depois da NBB. Diretoria e torcedores estão pensando em várias ações de promoção dos jogos e de festa durante as partidas. Para o futsal, poderíamos fazer o mesmo. É mais um elemento para agregar valor.

Quem for hoje à Arena, provavelmente vai ver várias crianças. Muitas delas se reúnem atrás do gol adversário para ficar ali azucrinando o goleiro. Vão ali exercer a sua palestrinidade. São oito, dez garotos. Poderiam ser 200. Basta querermos.

Estamos perdendo gerações de crianças para nossos rivais. E isso está criando um buraco na nossa pirâmide de torcedores. E pode nos custar caro no futuro. Fatalmente custará caro, se não tomarmos providências urgentes.

na bandeira de costasPrecisamos agir em conjunto. Precisamos ter nossas crianças nos estádios, no ginásio, torcendo para o Palmeiras, se identificando com o time. Não importa se iremos ganhar ou perder. Temos que estimular isso.

Temos que pensar em quem é Palmeirense e mora longe. Fazer promoções para que venham aos jogos em São Paulo, visitem o CT, conheçam os jogadores. Pode ser um sorteio no site, pode ser através de ações com uma agência de viagens. Sei que no momento o marketing do Palmeiras pensa em estratégias para atrair também mais torcedores fora da capital. Que sejam o mais criativo possível, que desenvolvam várias ações, que juntem as experiências do futebol com o basquete e o futsal. Que pensem nas crianças.

Precisamos agir. A situação é preocupante e não é de hoje. Dei aulas no Ensino Fundamental e Médio de 1997 a 2011. Quem é Palmeirense e dá aulas para esta faixa sabe que a cada ano diminuem os Palmeirenses na sala de aula. E que é difícil encontrar uma sala de aula em que o número de Palmeirenses seja equilibrado com o número de bambis e de gambás.

Por isso, vamos todos buscar levar o maior número de crianças para ver o Palmeiras. Vamos incentivar seu amigo Palmeirense a levar o filho dele. E se ele não quiser, você se propõe a levar. Leve. A criança não só vai adorar, como  ficará eternamente agradecida a você. Daqui a alguns anos, você terá o privilégio de ser citado em uma conversa desta não mais criança, afirmando que você foi um dos motivos dela ter se tornado Palmeirense. Quer orgulho maior? Quer prestar serviço maior para o Palmeiras?

Não podemos perder mais tempo. Nem eu, nem você, nem o Palmeiras.

 

 

 

Anúncios

8 comentários em “Precisamos de ações para nossas crianças. É urgente.

  1. pingu
    junho 3, 2013

    eu ja faço isso posso , afirmar com certeza que ja fiz umas quatro crianças que eram santistas e são paulinas virarem palmerenses dando camisas ,incentivando fazendo a mente mesmo, para mim é um orgulho!

  2. Tilie Andrade
    junho 3, 2013

    Vc deveria estar no marketing do Palmeiras isso sim…poderia tentar sei lá…entrar em contato com eles, mandar um e-mail com essas sugestões…seria muito bom se isso tudo que vc escreveu acontece, são ótimas ideias e realmente precisamos! O que posso fazer, que é incentivar minha priminha, eu faço…ela tem 4 anos e já é palmeirense de arquibancada! 🙂

    • arquibancadapalestrina
      junho 3, 2013

      Parabéns, Tilie! Lindo gesto! Eu estou sempre presente tanto no estádio, quanto na quadra. A ideia de publicar aqui é expor isso com algumas sugestões. Como sócio do clube, vou seguir sua sugestão e protocolar essa carta para o presidente. Não sei se vai chegar, mas é uma tentativa. Obrigado pelas palavras.

  3. siro casanova
    junho 3, 2013

    Se eles ouvirem pessoas como você já seria um grande passo…

  4. Kleber M
    junho 3, 2013

    Grande texto, João! Que saudade desse time de 2008, responsável por minha última gde alegria… Muito mais que na cp do Brasil. Depois de ler isso, amanhã mesmo vou comprar uma camisa pra minha afilhada, já que os filhos tão bem encaminhados! Abs!

  5. Danilo Fagundes
    junho 4, 2013

    Colocaram uma matéria no site hoje, sobre o que é necessário para as crianças entrarem em campo com o time. Acho que leram seu belíssimo texto!!!Abraço.

    • arquibancadapalestrina
      junho 4, 2013

      Será, Danilo? De qualquer maneira, precisamos agora que os jogadores tratem as crianças com carinho, prestigiem as mesmas. Isso é fundamental para que as crianças se sintam prestigiadas.
      E obrigado pelo elogio.
      Abraço

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em junho 3, 2013 por em Quando a bola não rola.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: