Arquibancada Palestrina

Um blog de Palmeirense de arquibancada

LSB x Palmeiras: derrota não pode desanimar

Por João Malaia (@jmalaia)

Sabe quando você fica de cabeça quente e as pessoas dizem: “Calma, respira. Não escreve nada de cabeça quente”. Pois é. Eu sou ao contrário quando se trata de escrever para este blog. Se não escrever agora, mesmo de cabeça quente, vou perder o calor do momento. E é capaz que esqueça de alguma coisa também.

Pois bem, antes de tudo, gostaria de fazer um elogio ao técnico-presidente-dono da Liga Sorocabana de basquete. O cara teve a moral de fazer um projeto muito bonito. Montou um time de basquete, conseguiu o apoio da cidade, de empresas da cidade. Tem um esquema de promoção da LSB em Sorocaba que deixa nosso basquete no chinelo. Os caras tem mascote, tem papel picado na entrada do time, tem meninas dançando no intervalo, distribuição de brindes, tem  sócio-torcedor, tudo nos conformes. Até uma lojinha dentro do ginásio ele colocou. quadra

Ou seja, neste quesito, Rinaldo está de parabéns. Faz do basquete sua vida, com um projeto bem feito e que só tem a engrandecer o esporte. Mas há um problema.

Rinaldo tem problema. Na verdade, Rinaldo beira a insanidade mental. E isso pode colocar todo o seu projeto por água abaixo. Se não colocar todo o projeto, queima o filme dele e atrapalha o desenvolvimento do esporte.

A primeira coisa que deve ser esclarecida é que dentro de um espetáculo esportivo, existem personagens distintos, cada qual com a sua função. Aos jogadores cabe jogar. Aos árbitros cabe arbitrar. Aos treinadores cabe treinar. E aos torcedores cabe torcer. Até aí, tudo bem.

Mas nós torcemos como ninguém, enchemos o saco no limite, temos fôlego para ficar o jogo inteiro ofendendo nossos adversários e os árbitros, ou seja, torcendo. De todos os personagens que citei, somos os únicos que não estamos em quadra. Estamos do lado de fora. Por isso, torcer é o que nos resta.

E aí o que acontece? Alguns personagens não aguentam nosso rojão e invadem nossa esfera, passam a se comportar como torcedores. E aí, meu amigo, torcedor se entende de uma maneira meio, digamos, violenta. Não adianta, cara. Quem mexer com a torcida, tá fodido. Não vai ter descanso. A gente vive para isso. Só eu tenho 32 anos de berração na orelha de nego dentro de estádio e ginásio.

Rinaldo quis pagar de gambazão ano passado no Palestra. Se fodeu. Voltou lá esse ano pianinho e nós apavoramos o cara. Mas ele estava esperando o dia de hoje. É um desequilibrado, um personagem que não sabe seu papel. Que quer invadir o papel do personagem torcedor. E quando entrou em quadra e ouviu o primeiro “Rinaldo filho da puta” vindo da torcida, partiu igual louco para cima de um torcedor palmeirense, que ficou imóvel no lugar, para não perder a razão e correr o risco de ser agredido por todo o ginásio. Descontrolado, babando (literalmente; escorria uma gosma branca do canto da boca do gambá, de tanta raiva), Rinaldo gritava: “Aqui eu não vou admitir que vocês me xinguem, aqui não, BLABLABLA”.

Os seguranças da LSB vieram NOS proteger, todos muito educados e corretos, diga-se de passagem. Um deles nos confidenciou “ele nos disse que lá vocês apedrejam o ônibus dos jogadores”. Gostaria de abrir o espaço deste blog para que qualquer jogador da LSB diga que isso é verdade. Nunca, mas nunca mesmo, jogamos qualquer objeto em qualquer ônibus, de qualquer delegação de qualquer esporte de qualquer adversário que já jogou em nosso ginásio.

Isso é uma mentira deslavada desse psicopata que é esse cara. Inventando mentiras dessa magnitude para inflamar os ânimos dos seguranças e dos torcedores presentes em Sorocaba. Aliás, torcidinha, que só cantou música de gambá e 2ª divisão. Imaginem a merda que poderia dar? Nunca jogamos pedra em ninguém e somos recebidos lá no interior sob essas acusações?

Após ser contido pelos seguranças, Rinaldo foi para seu banco e começou o plano arquitetado para foder nosso time. Adivinhem? Os placares não funcionavam. Isso mesmo. Não funcionava nem o placar com os pontos e o tempo de jogo, nem os relógios de 24 segundos em cima das tabelas.

Durante todo o primeiro quarto, um cara ficava com o microfone na mão e de tempos em tempos falava o placar e o tempo que faltava. Além disso, o tipo avisava quando faltavam dez segundos para o fim do ataque. Depois dessa palhaçada e quando as coisas começaram a funcionar, esse vagabundo filho de uma puta que ficava com o microfone avisando os dez segundos, se transformou em um personagem à parte.

O cara ficava com o microfone na mão e quando o Palmeiras atacava, mesmo com os relógios em cima da tabela marcando o tempo, o cara gritava no microfone: “DEZ!”, como se faltassem dez segundos para o fim do ataque. Mas se o relógio está funcionando, que caralho o vagabundo grita “DEZ”? MAIS: O ESCROTO DO CARALHO GRITAVA “DEZ!” QUANDO FALTAVAM 16, 15 SEGUNDOS PARA O FIM DO ATAQUE, CRIANDO UMA CONFUSÃO NA CABEÇA DOS JOGADORES DO PALMEIRAS.

Nunca vi uma palhaçada dessa. Nós torcedores atravessamos o ginásio e fomos cobrar uma posição do delegado da partida, um engravatado com cara de merda e que claramente não nos suportava. O vagabundo do microfone ficava dizendo que a mesa tinha pedido para ele falar DEZ ao microfone. Só no nosso ataque? E com o relógio marcando 16 segundos?

Isso é baixo, isso é pequeno demais, isso é o Rinaldo. Ainda tivemos erros clamorosos da arbitragem. Uma cesta de três que os caras fizeram com o jogador pisando na linha na cara do árbitro e ele sinalizando três pontos. A exclusão de Tyrone, provocado pelo jogador da Liga Sorocabana, empurrado por outro jogador e excluído da partida.

Tyrone, excluído e Wiggins, machucado: desfalques sérios para o Palmeiras

Tyrone, excluído e Wiggins, machucado: desfalques sérios para o Palmeiras

O jogo não poderia correr bem. As palhaçadas do delegado da partida, do vagabundo do microfone, do placar e dos relógios que não funcionavam. O time não se acertou em quadra. Se pudesse dizer algo, diria que o time do Palmeiras não está incendiando em quadra. E isso é coisa para resolver no vestiário.

Mas a história de Rinaldo não acaba aqui. Um dos nossos jogadores veio até nós no final do jogo: “Rinaldo disse que a Vanessa não sai viva daqui hoje”. Rinaldo, seu gambá… você tem um time para gerir, tanta coisa para se preocupar, tanto delegado para você molhar a mão e vai ficar ameaçando torcedor? E ainda por cima uma mulher? Sério mesmo que você vai querer entrar nessa, Rinaldo? Com a nossa torcida?

Se eu fosse você, pensava um pouco no assunto.

______________________

Amanhã o Palmeiras pega o Bauru em casa. O Bauru precisa vencer para poder se classificar em segundo. O Palmeiras precisa desesperadamente da vitória para poder sonhar com algo melhor que o 8º lugar. O jogo é com portões fechados, devido às confusões no jogo do Paulistano.

Tyrone falou sobre a sua exclusão da partida de ontem: “Estava rolando um bate-boca, os caras me enchendo o saco. Eu sou um jogador emocional, quando eu jogo, eu deixo tudo na quadra… A exclusão não foi justa. Nós estamos em uma série de derrotas, os árbitros não gostam da gente…”. Negão estava bem puto.

______________________

Mais uma vez o Palmeiras vai a uma cidade do interior e não há uma ação sequer para promover o time na cidade, nada para promover uma relação mais próxima com o palmeirense de Sorocaba. Se o clube não compra o projeto, a torcida não vai comprar sozinha. Haviam exatamente 12 palmeirenses no ginásio. Nove de São Paulo, três de Sorocaba. É ridículo. Mas quer saber, tô de saco cheio disso já. Todo post é a mesma merda. Sinto-me obrigado a despejar estas críticas por ficar indignado com a falta de ação com o marketing do nosso basquete. Ele não existe. Minha vontade era escrever muito mais, ficar aqui duas horas metendo a lenha. Mas procuro não passar dos limites.

É preciso ser feito alguma coisa. Eu estou disposto a ajudar.

_____________________

Jogadores: chegou a hora.

Anúncios

4 comentários em “LSB x Palmeiras: derrota não pode desanimar

  1. Ricardo
    outubro 13, 2013

    Alem de tudo isso citado acima nao podemos deixa de dizer aqui que mao tinha nenhum seguranca do Palmeiras no jogo e ai deixo uma pergunta entao pra que tem chefe de seguranca diretor de sede, senao sao capazes de mandar segurancas a um jogo como esse que todos sabiam dos problemas que ali iriam acontecer? Sabe pq nao mandam primeiro pq n estao nem ai para a Camisa e para os jogadores do Palmeiras pq ate familiar de diretor hj foi ameacado la se vcs diretores nao sabem. Segundo vcs estao cagando e andando para os jogadores e enquanto vcs estao nas suas casas, esses caras estao representando o Palmeiras. O dia que algo acontecer com algum jogador do Palmeiras ai sim vcs terao o motivo que querem para me processar

  2. Sergio Mendonca
    outubro 13, 2013

    Amigo parabéns mais uma vez por ter prestigiado o time de basquete do Palmeiras.
    Fica claro com o que já presenciei nas quadras e com relatos seus que não existe nenhum apoio oficial do presidente PN relação ao basquete.
    Com certeza ele ficou “bravinho” pela pressão que a torcida fez no início do ano acabou sedendo, pois estava alinhado com o tal de CEO, para que a equipe fosse extinta.
    A única vez que se manifestou com relação ao basquete foi quando houve o anuncio do patrocinador oficial, afinal alguém ja viu ele em algum jogo no Ginásio do Palestra??.
    Esta postura de menosprezar o basquete vinda do presidente do Palmeiras, passa aos demais times que se sentem superiores e fazem de tudo para nós prejudicar.
    Pelo andar dos acontecimentos, vamos ser prejudicados em muito pelas arbitragens em todos os jogos até o final do campeonato paulista.
    E a diretoria do basquete nada fala?
    Não toma nenhuma medida para evitar esta situação?
    Quando a torcida ficar na bronca e agredir algum, ai vão todos censurar, em especial o fresquinho do PN.

    • arquibancadapalestrina
      outubro 13, 2013

      Sergio,

      A diretoria não se sente apoiada. Não há um planejamento para o basquete. Nobre está cagando e andando.

      Você tem razão: ele só manteve o time por que caiu o patrocínio da Meltex no colo e ele não estava aguentando a pressão.

      Eu já não sei mais o que falar. Os caras da tal “gestão profissional” tem a faca e o queijo na mão e não fazem porra nenhuma.

  3. marketing de email
    julho 13, 2014

    excelente !

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em outubro 13, 2013 por em Uncategorized.

(Publicidade Gratuita até 20/05/14) #AvantiBasqueteSEP

@ArqPalestrina

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: